Cenas, Contos e Coisas

Cenas, contos e coisas é uma chancela de Ana Verónica, onde cabem todas as loucuras, todas as experiências, todos os momentos onde procuramos estar fora de pé.
Estreia em 2020 com uma coleção de contos infantis em edição de autor, com um denominador comum: as emoções.

O Rapaz vestido de Cacto

Não era um cacto! Era um rapaz vestido de cacto!
O rapaz sabia bem como interpretar o seu papel de cacto: sério, imóvel, intocável.

Por vezes até sentia a vontade de chamar alguém… normalmente para que lhe coçassem o nariz… não é que lá não chegasse com a mão, mas o fato era coberto de espinhos e já tinha o nariz todo arranhado.

A vida de cacto não era fácil e até ele que gostava de agir como um cacto bem comportado, tinha por vezes a necessidade de mudar de ares.

Lentamente, como se nem a sombra desse conta, rodava sobre si mesmo para ter todo um novo horizonte para observar. E ouvia…

Sobre o livro

É a história sobre um cacto… ou será sobre um rapaz?
É uma história sobre o fascínio pelo outro e a descoberta do mundo que está à volta.
Apesar de ser um conto para crianças, é também a história de muitos de nós em algum momento das nossas vidas.

Encomende aqui o seu livro!

Preço de lançamento 14,90€

Envie os seus comentários para

cenascontosecoisas@gmail.com

"

Um mundo infindável de metáforas escondidos no cacto. Ou será no bolso do fato do cacto? De facto, o fato do cacto permite nos viajar pelos sonhos ou medos do dito rapaz, que, ao que parece tem caco! Gostei muito do grafismo, do desenrolar da estória, que leva o leitor (ou será o rapaz que se disfarçou de um fato de cacto que, na realidade e é um facto, o fato metafórico que o caco de um rapaz criou para se manter escondido atrás …do cacto?) a viajar sem receio, pois tem a certeza que ninguém se aproximará…de um cacto? Resta me dar os parabéns aos 4: ao Alexandre, à Veronica, ao rapaz e ao cacto.

Sérgio Machado, professor Escola Secundária Emídio Navarro, Viseu

Primeira edição numerada e autografada

Sobre os autores

Alexandre Aibéo

Astrofísico de formação, professor do Politécnico de Viseu por profissão, criativo por vocação. Com vinte e cinco anos de divulgação científica é autor de Isto não é só matemática (Quid Novi) e 90% do caro leitor foi feito nas estrelas (Gradiva), tem uma gaveta cheia de contos infantis que teimam em não ver a radiação emitida pelo sol e refratada pela atmosfera durante o período diurno de uma rotação terrestre.

Ana Verónica

O mais provável é encontrarem-na a desenhar. Com papéis coloridos, lápis e canetas sempre na sua mochila é designer, ilustradora e poeta e diz que assim será até que a criatividade permanecer e o pulso deixar. É autora do projeto TRAMA que liga o artesanato ao design, e trabalha na presença do desenho e ilustração no nosso dia-a-dia: na criação de livros, têxteis, cartazes ou oficinas com os mais novos.